skip to Main Content
Como Funciona A Declaração De Imposto De Renda?

Como funciona a declaração de imposto de renda?

O imposto de renda é o tributo mais abrangente do Brasil. Cobrado anualmente, geralmente entre março e abril, ele leva em conta os ganhos de pessoas físicas e de pessoas jurídicas, considerando os rendimentos declarados, além de salários, aluguéis, prêmios de loteria e investimentos. Tudo deve ser colocado na declaração de imposto de renda.

Mas, obviamente, a declaração de imposto de renda é diferente nos casos de pessoas jurídicas e de pessoas físicas. O primeiro grupo entra no IRPJ e o segundo no IRPF. 

A declaração de imposto de renda para pessoas físicas

A declaração de renda para pessoas físicas é voltada, principalmente, para as pessoas que trabalham como funcionárias em empresas ou que prestam serviços a terceiros. É por isso que esse é o sistema de tributação que engloba o maior número de pessoas, e, por tratar de pessoas físicas, é, também, o que mais apresenta problemas.

Empresas, geralmente, costumam possuir seus próprios departamentos de contabilidade ou terceirizar esse serviço. Para pessoas físicas, no entanto, é mais difícil e custoso contratar um serviço desse tipo para que a declaração de imposto de renda saia perfeita. E a grande maioria também não possui conhecimentos na área. 

Declarar imposto de renda é uma atividade que é feita durante o ano, não apenas nos meses que antecedem. A pessoa física deve se atentar para todos os gastos e lucros que tiver e que possam ser colocados na declaração de imposto de renda. Deixar de declarar algo pode resultar no que se chama “cair na malha fina”.

Isso porque as transações envolvem duas pessoas. Se a pessoa “X” não declarar um gasto e a pessoa “Y” declarar que recebeu uma quantia da primeira, surge um problema. É necessário, para além dos já mencionados aqui (salários, aluguéis, prêmios e investimentos), guardar comprovações de:

  • Despesas com saúde;
  • Despesas com educação;
  • Comprovantes de processos judiciais;
  • Comprovantes de doações.

Esses gastos, inclusive, muitas vezes, são reembolsados parcialmente pelo governo. Declará-los, então, é muito vantajoso.

Confira Nossos Serviços - Contabilidade no Rio Grande do Sul | Gesswein Serviços Contábeis

A declaração de imposto de renda para pessoas jurídicas 

A declaração para pessoas jurídicas, por sua vez, é um pouco mais complicada. Esse tipo de declaração de imposto de renda segue uma ideia que aparece, também, na tributação das pessoas físicas: a alíquota progressiva de acordo com o aumento da renda. Mas a alíquota para empresas é mais volátil e existem diferentes sistemas. 

São exemplos desses sistemas o Simples Nacional (que engloba pequenas e microempresas), o MEI, o Lucro Real e o Lucro Presumido. O número diferente de sistemas acaba por dificultar um pouco as coisas. É preciso saber qual será utilizado. Em alguns casos, uma empresa pode escolher mais de um. Quando isso acontece, é necessário estudar qual será o melhor sistema.

Além disso, a contabilidade de uma empresa, geralmente, é mais complexa que a de uma pessoa física. Existe uma maior movimentação de dinheiro. 

Seja você uma empresa ou uma pessoa física, nosso escritório pode ajudar você a fazer uma boa declaração de imposto de renda e evitar problemas com a receita! Venha falar com a gente! 

Será um grande prazer poder ajudar!

Ainda possui alguma dúvida? Que tal entrar em contato com a Gesswein?

Somos uma Empresa Contábil de Canoas – RS, especialistas no seu negócio para ajudá-lo.

Será um prazer conversar!

Acesse nosso Facebook: @gessweinoficial

Sucesso e até logo.

Assine nossa newsletter

Receba dicas valiosas para o seu negócio semanalmente!

Summary
Como funciona a declaração de imposto de renda?
Article Name
Como funciona a declaração de imposto de renda?
Description
O imposto de renda é o tributo mais abrangente do Brasil. Cobrado anualmente, geralmente entre março e abril, ele leva em conta os ganhos de pessoas físicas e de pessoas jurídicas, considerando os rendimentos declarados, além de salários, aluguéis, prêmios de loteria e investimentos. Tudo deve ser colocado na declaração de imposto de renda. Mas, obviamente, a declaração de imposto de renda é diferente nos casos de pessoas jurídicas e de pessoas físicas. O primeiro grupo entra no IRPJ e o segundo no IRPF. 
Author
Publisher Name
Gesswein
Publisher Logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Recomendado só para você!
Sua empresa de prestação de serviços, precisa estar sempre bem…
Back To Top